Deixe um comentário

EX-SECRETÁRIO STEPHANES SUGERE “DEMISSÃO” DO GOVERNO RICHA POR “INCOMPETÊNCIA”

 

09 ABR 2014 – 18:45 ESMAEL MORAIS

 

 

"Tem que demitir quem pediu isso", reagiu o deputado Reinold Stephanes (PSD), ex-secretário-chefe da Casa Civil até a semana passada, sobre o pedido de aval do governo estadual que travou a operação de crédito ao Paraná; parlamentar participou de reunião nesta quarta (9) com o secretário Nacional do Tesouro (STN), Arno Augustin, para discutir a liberação de empréstimo de R$ 817 milhões do Proinveste; "Uma secretaria do governo Richa não conversou com outra secretaria do governo Richa, ou seja, o dinheiro do Proinveste não sai por pura incompetência do governo do PSDB", disse Verri.

Uma comitiva de deputados estaduais e federais paranaenses terminou há pouco, em Brasília, uma reunião com o secretário Nacional do Tesouro (STN), Arno Augustin, para discutir a liberação de empréstimo de R$ 817 milhões do Proinveste.

 

O secretário explicou aos parlamentares que o governo federal havia liberado a operação de crédito em dezembro passado depois de uma liminar do Supremo Tribunal Federal (STF). Entretanto, o governo do Paraná pediu aval da União visando reduzir os juros. Diante do novo pedido do governo Beto Richa (PSDB), o processo voltou à estaca zero.

“Tem que demitir quem pediu isso”, reagiu o deputado Reinold Stephanes (PSD), ex-secretário-chefe da Casa Civil até a semana passada. Ele defendia na reunião a posição do governo Richa, mas, logo em seguida, foi informado por procuradores do Estado do Paraná, presentes no encontro, que o próprio governo Richa havia pedido o aval do governo federal.

O deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB), ex-secretário da Fazenda, no exato momento em que chegaram equipes de televisão no local da reunião, subitamente, foi acometido por um ‘piti’. Ele abandonou o encontro questionando aos berros: “vai sair ou não vai sair? [o empréstimo]“.

Ademar Traiano, líder do governo Richa na Assembleia Legislativa, reclamou muito ao secretário. Ele queria uma solução “política” para um problema “técnico” na operação de crédito milionária.

“O Arno deu uma aula sobre a situação, mostrou uma disposição incrível em ajudar o Paraná, respondeu todos os questionamentos de forma muito esclarecedora e elegante. Mostrou que o problema esteve no governo Richa, que não conseguiu lidar da maneira mais apropriada com a situação”, explicou o deputado Enio Verri, presidente estadual do PT.

O parlamentar petista observou que se o governo Richa não tivesse pedido a garantia na operação o dinheiro já estaria na conta do tesouro estadual.

“Uma secretaria do governo Richa não conversou com outra secretaria do governo Richa, ou seja, o dinheiro do Proinveste não sai por pura incompetência do governo do PSDB”, disse Verri.

A reunião na STN também repercutiu na Assembleia Legislativa. O deputado estadual Péricles Mello (PT) foi à forra: “Hoje novamente se confirmou a incompetência administrativa da equipe do governo do Paraná. Se tivessem procedido medidas simples, o Estado já teria conseguido os empréstimos”.

Também estiveram na reunião os deputados João Arruda (PMDB), Rubens Bueno (PPS), Dilceu Sperafico (PP), Edmar Arruda (PSC), Alfredo Kaefer (PSDB), Tadeu Veneri (PT) e Luiz Cláudio Romanelli (PMDB). O secretário de Representação Política do Paraná em Brasília, Amauri Escudeiro, testemunhou o entreveiro.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: