Deixe um comentário

DEPUTADO DO PT VAI COORDENAR COMITÊ SUPRAPARTIDÁRIO DILMA-REQUIÃO

 

15 JUL 2014 – 12:53 ESMAEL MORAIS

 

 

Deputado Doutor Rosinha, símbolo da militância aguerrida do PT, vai coordenar o comitê suprapartidário Dilma-Requião no Paraná; presidente do PT de Curitiba, Natalino Bastos, confirmou ao Blog do Esmael a crescente dissidência, que desidrata campanha de Gleisi Hoffmann ao governo do Paraná; vice-prefeita de Curitiba, Mirian Gonçalves, principal nome petista na capital, também ingressará no comitê suprapartidário com lideranças do PT, PCdoB e PDT; entre os dissidentes, há expectativa de desistência de Gleisi da corrida eleitoral; nesse cenário, disputa ficaria polarizada entre Requião e o governador Beto Richa (PSDB) e eleição seria decidida em apenas um turno.

O deputado federal Dr. Rosinha, do PT, foi alçado à coordenação do comitê suprapartidário em apoio à reeleição da presidenta Dilma Rousseff (PT) e da eleição do senador Roberto Requião (PMDB) ao governo do Paraná. O parlamentar, que não vai disputar a eleição neste ano, foi escolhido por unanimidade dentro de um grupo petista dissidente que não quer nem ouvir falar na candidatura da senadora Gleisi Hoffmann (PT).

 

Na manhã desta terça-feira (15), o Blog do Esmael anotou com exclusividade que lideranças do PT, PCdoB e PDT organizam um comitê Dilma-Requião no Paraná (clique aqui).

O presidente municipal do PT de Curitiba, Natalino Bastos, ao Blog do Esmael, confirmou a dissidência no partido pró-Requião. Segundo ele, a direção curitibana foi democraticamente eleita no PED (Processo de Eleição Direta), em novembro, mas completamente excluído da coordenação da campanha de Gleisi. “A coordenação passou por cima da instância municipal e se organizou na capital através das zonais, nos deixou fora, portanto, não temos nenhum compromisso com isso aí”. Natalino promete para tarde de hoje uma nota oficial sobre o caso.

Além de Dr. Rosinha e Natalino, a vice-prefeita de Curitiba, Mirian Gonçalves (PT), também deverá desembarcar nos próximos dias no comitê suprapartidário Dilma-Requião. Ela é cotada para coordenar as atividades sindicais da dobradinha.

Ouvido pelo Blog do Esmael, Requião disse que não tem como proibir o recebimento de adesões suprapartidários, mas declara-se como eleitor crítico de Dilma. “Sabe como polaco chama mosquito? Não chama, ele vem sozinho”, desconversa.

“O meu voto é da Dilma porque as opções são as piores possíveis, é o neoliberalismo puro e simples sem mesmo as estratégias de manutenção do poder do PT”, afirmou mais cedo o candidato do PMDB. Para ele, Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) são neoliberais sem preocupação com o mundo do trabalho.

Na ala dissidente do PT, especula-se que Gleisi Hoffmann pode desistir da candidatura ao Palácio Iguaçu. Se se confirmar esse movimento, a disputa ficaria polarizada entre Requião e o governador Beto Richa (PSDB). Ou seja, a eleição seria decidida em apenas um turno.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: